Alta do dólar segura preço do Bitcoin (BTC) no Brasil; criptomoeda opera em queda no mercado internacional

1 week ago    134 views
Telegram LinkedIn
RavenDex, First Cross-Chain Swap DEX On The Cardano Ecosystem

Puxado pelo valorização do dólar, o Bitcoin (BTC) manteve o fôlego no Brasil e tem alta de 5% nas últimas 24 horas, embora esteja em leve queda no resto do mundo na manhã desta quinta-feira (7). O preço médio do ativo nas principais exchanges brasileiras é de R$ 297 mil, de acordo com o Índice do Portal do Bitcoin.

Mais cedo, o BTC foi capaz de alcançar a cotação mais alta do dia de R$ 300 mil, o que representa o melhor desempenho da moeda em cinco meses. Vale lembrar que até o dia 20 de julho, o bitcoin registrava a sua pior cotação do ano, de R$ 157 mil. Ou seja, em apenas três meses a criptomoeda praticamente dobrou o seu preço em reais.

Em dólar, a o BTC é negociado por cerca de US$ 54.080, segundo o CoinMarketCap. O preço é um pouco menor que a máxima do dia de US$ 55.560 que o ativo foi capaz de atingir na quarta-feira (6). 

Na manhã de ontem, o bitcoin surpreendeu o mercado ao saltar de US$ 50.500 para US$ 55 mil num curto intervalo de quatro horas. O súbito aumento de preço parece ter sido provocado por uma enorme compra de bitcoin realizada em exchanges centralizadas naquele período.

De acordo com a empresa de dados blockchain CryptoQuant, uma baleia  — termo que se refere a uma pessoa ou empresa que detém grandes quantias de criptoativos — ou um grupo de pessoas, comprou o equivalente a US$ 1,6 bilhão em bitcoin no mercado à vista em apenas cinco minutos.

Neste ritmo, o BTC se torna a criptomoeda do Top 10 que acumula os maiores ganhos da semana de 26%, ao mesmo tempo que volta a manter sua capitalização de mercado acima de US$ 1 trilhão.

Polkadot (DOT) puxa alta das altcoins

Praticamente todas as criptomoedas amanheceram em alta nesta quinta-feira. Entre o Top 10, a Polkadot (DOT) é a que mostra o melhor desempenho do dia ao crescer 10,7%. A DOT é negociada agora a US$ 33, o seu melhor preço desde o início de setembro.

A Cardano (ADA) também apresenta uma variação positiva de preço de 6,7%, valendo cerca de US$ 2,30. A atual cotação da promissora criptomoeda ainda é 25% inferior à máxima histórica de US$ 3,10, alcançada no mês passado.

Já os ganhos do dia do Ethereum (ETH) e da Binance Coin (BNB) estão em torno de 5%. Enquanto o ether sobe para US$ 3.550, a BNB é negociada por volta de US$ 440.

A criptomoeda meme Shiba Inu (SHIB) continua sendo o ativo que mais cresce no Top 100. Nas últimas 24 horas, a moeda sobe mais 52%, para US$ 0.000032. Neste ritmo, a SHIB precisa valorizar mais 15% para voltar a encostar na máxima histórica.


P2P Finance - Maximize your passive income with Cardano's first DeFi ecosystem.
P2P Finance is the first ecosystem that introduces an Affiliate / Referral program, with address milestones, to the DeFi industry. The P2P Token has 4 utilities, used to unlock the plethora passive earning opportunities within the platform. More Info - https://p2p.finance
Read the article in Portal do Bitcoin

P2P Finance - Maximize your passive income with Cardano's first DeFi ecosystem